Como tirar o visto para a China

A China é um destino de viagem pra lá de interessante! Sendo um país com um território tão grande, você pode encontrar uma diversidade incrível de cenários. Antes de viajar para lá, porém, uma das questões que precisamos prestar atenção é a necessidade de visto para a China quando formos entrar em seu território. Para isso, acompanhe esse passo-a-passo e dicas de como funciona o processo. Se você tiver passaportes emitidos nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, entenda abaixo como funciona o serviço de vistos oferecido pelo blog!

portão chinês em pequim- como tirar visto para a China
Portão chinês em Pequim. (Fonte: Mari and the City)

Como tirar o visto para a China

Onde solicitar o visto para a China

O visto para a China pode ser tirado em um dos seus consulados existentes aqui no Brasil em São Paulo, no Rio de Janeiro ou em Brasília. O local em que você deverá solicitar o visto depende de onde o seu passaporte foi emitido. No Consulado da China em São Paulo, são aceitos passaportes de São Paulo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. No do Rio de Janeiro, são aceitos passaportes emitidos no Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo. Os outros estados devem fazer o pedido do visto para China em Brasília (que é o único local que aceita pedidos de visto pelos Correios).

Consulado Geral da República Popular da China em São Paulo
(São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul)
Endereço: Rua Estados Unidos 1071, Jardim América, São Paulo.
Tel: (11) 3069-9877

Consulado Geral da República Popular da China no Rio de Janeiro
(Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo)
Endereço: Rua Muniz Barreto, No. 715, Botafogo, Rio de Janeiro.
Tel: (21) 3237-6600, (21) 3237-6633, (21) 3237-6616, (21) 3237-6618

Embaixada da China no Brasil em Brasília
(todos os demais estados brasileiros)
Endereço: Av. das Nações, Quadra 813, Lote 51, Asa-Sul, Brasília.
Tel: (61) 2195-8200


No meu caso, tirei o visto em São Paulo. Ele fica em uma casa nos Jardins, na rua Estados Unidos, 1071. Eventualmente, você terá uma pequena de fila de pessoas aguardando na porta. O horário de atendimento é das 9h às 12h de segunda a sexta (exceto feriados). Você não precisa ter hora marcada, basta ir até lá pela manhã.

Documentos necessários para tirar o visto para a China

Como praticamente qualquer outro visto, precisamos reunir uma série de documentos antes de dar entrada no processo de solicitação. O visto para a China, porém, é extremamente simples nesse ponto e não exige muita coisa. No dia em que for ao consulado, você precisará levar o seguinte:

  • Passaporte com pelo menos 6 meses até a data de validade.
  • Xerox da página do passaporte em que aparece sua foto e seu nome.
  • Formulário de solicitação preenchido (que vocês podem baixar aqui). Ele pode ser preenchido a caneta em letra de forma, não há necessidade de digitar as informações.
  • Uma foto 3×4 recente (que será colada no formulário depois).
  • Comprovante de que as passagens aéreas de ida/volta foram compradas.
  • Comprovante de reserva de todos os hotéis em que for ficar ao longo da viagem.

Preços do visto para a China

Chegando ao Consulado da China, você precisa pegar uma senha e aguardar para entregar seus documentos no guichê que for liberado. Depois que deixar todos os papéis lá e a atendente conferir se está tudo certo, você deixa o seu passaporte e ela entrega um papel com o valor que deverá ser pago no HSBC. Você não precisa estar obrigatoriamente presente no consulado neste dia, outra pessoa pode fazer isso para você. O valor depende do tipo de visto que você solicitou, como você pode observar abaixo:

  • Visto de 1 entrada (válido por 3 meses) – R$160,0
  • Visto de 2 entradas (válido por 6 meses) – R$240,00
  • Visto de múltiplas entradas (válido por 6 meses) – R$320,00
  • Visto de múltiplas entradas (válido por 12 meses) – R$480,00

Para pedidos de visto de urgência (que ficam prontos em 1 dia útil), você deve considerar esses valores:

  • Visto de 1 entrada (válido por 3 meses) – R$290,00
  • Visto de 2 entradas (válido por 6 meses) – R$370,00
  • Visto de múltiplas entradas (válido por 6 meses) – R$450,00
  • Visto de múltiplas entradas (válido por 12 meses) – R$610,00

O valor precisa ser pago no caixa de alguma agência HSBC. A mais próxima do Consulado da China é a da rua Oscar Freire,. Eles indicam que o pagamento não pode ser feito por caixa eletrônico, DOC, TED ou qualquer outro tipo de transferência. Assim que ele for efetuado em dos guichês do caixa, você receberá o comprovante de pagamento e precisará guardá-lo com você. Com o papel que recebeu quando deixou os documentos no Consulado e esse recibo em mãos, você poderá retirar o seu passaporte depois de 4 dias úteis (ou 1 dia útil caso tenha pagado pela opção de visto de urgência).

Observações sobre o tipo de visto para a China a ser solicitado

visto para a China
Visto para a China. (Foto: Mari and the City)

No meu caso, escolhi pegar a primeira opção de visto porque só iria entrar e sair da China uma vez. Se você for chegar pela China para em seguida ir para outro país da Ásia e voltar ao território chinês ao longo da viagem, você precisará do visto de mais de uma entrada. Atenção redobrada para os casos das unidades administrativas especiais (como Hong Kong, Macau e Taiwan)!

Apesar de pertenceram à China, esses lugares são consideradas regiões especiais. Se você sair para alguma delas, eles consideram que você deixou o território chinês. Aliás, esses locais têm regras completamente diferentes em relação à China continental para quase tudo. Não há necessidade de tirar visto com antecedência para essas unidades administrativas especiais, o dinheiro é outro, as pessoas têm hábitos culturais bem diferentes, a internet não é censurada e por aí vai!

Se você estiver viajando pelas cidades da China continental e quiser ir até Hong Kong sendo que o seu voo de volta sai de Pequim, você precisará do visto de pelo menos 2 entradas. No momento em que você cruzou a fronteira até Hong Kong, eles consideram que você deixou a China. Com o visto de apenas 1 entrada, não é permitido retornar até lá. Do mesmo jeito, não há necessidade de tirar esse visto para a China se você quiser fazer uma viagem apenas até Hong Kong e Macau.

No meu roteiro de viagem, conheci primeiro as cidades da China continental para, em seguida, ir até Hong Kong e Macau. Depois disso, fui para outros lugares da Ásia e meu avião sairia de lá direto para Dubai. Ou seja, não passaria pela China de novo. Assim, pude solicitar o visto só de 1 entrada.

Isenção de visto para a China

Assim como alguns outros países, a China possui um programa de visto de trânsito para quem vai ficar no país por até 72h. Se você tiver um voo que faz escala em Pequim, Shanghai, Chengdu ou Guangzhou indo para um terceiro destino, você pode solicitá-lo quando chegar no aeroporto local. Você não poderá, entretanto, sair da cidade em que chegou pelo período de 72h nesse caso.

A solicitação deve ser feita para a companhia aérea que o transportou para Pequim, Shanghai, Chengdu ou Guangzhou, e eles deverão pedir a isenção de visto de trânsito para as autoridades de controle de fronteira dos aeroportos de dessas cidades. Há, porém, uma série de regras que devem ser atendidas para que você possa pedir esse visto. Justamente por isso, acho mais seguro fazer o pedido de visto para a China aqui no Brasil independente da sua situação (caso você mude de ideia em relação ao seu itinerário, por exemplo). Para ter direito à isenção de visto, você precisa atender às seguintes condições:

  • a sua entrada no país deve ser única e exclusivamente pelos aeroportos de Pequim, Shanghai, Chengdu ou Guangzhou.
  • o país de origem deve ser diferente do de destino, para que possa ficar caracterizado o trânsito.
  • a passagem para o seu próximo destino precisará ser apresentada às autoridades locais.
  • não é permitido que você saia da cidade em que chegou.

Serviço de visto para a China

A pessoa que está solicitando o visto para a China não precisa necessariamente estar presente no consulado no dia de entregar os documentos. Eles, porém, não trabalham com entrega pelos Correios. Caso você não more em São Paulo e precise tirar o visto, ofereço serviços para realizar esse processo se você for portador de passaportes emitidos nos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Para isso, envie um e-mail com maiores detalhes para mariana@mariandthecity.com. O processo basicamente funciona da seguinte forma:

  • Você envia os documentos necessários para tirar o visto para a China que foram detalhados anteriormente aqui como carta registrada pelos Correios. Em seguida, você faz um depósito equivalente ao valor do visto que for pedir + uma taxa de serviço de R$112,00 para cada visto solicitado.
  • Assim que receber tudo o que foi mencionado no item anterior, o pedido de visto será feito no Consulado da China.
  • Em 4 dias úteis, o passaporte com o visto será retirado e enviado pelo correio como carta registrada de volta para o seu endereço.

Para maiores dúvidas, informações ou pedidos para dar início ao processo de solicitação do visto para a China, basta enviar um e-mail para mariana@mariandthecity.com.

LEIA MAIS: Confira outras dicas e informações sobre a China clicando aqui!