Mandarin Oriental Bangkok

Como toda cidade grande, Bangkok pode parecer um pouco caótica à primeira vista pelo trânsito e barulho das ruas. O lado bom obviamente é que você encontra de tudo um pouco em termos de entretenimento, cultura, gastronomia e compras. Assim que cheguei, percorri um longo caminho do aeroporto até a região que fica as margens do rio Chao Phraya. Alguns dos melhores hotéis e opções de compras ficam localizados nessa área. Entre eles,  a famosa e icônica propriedade do Mandarin Oriental Bangkok. Chegar no hotel é como ser transportado para um mundo à parte dentro da megalópole agitada que é Bangkok.

Mandarin Oriental Bangkok
Rio Chao Phraya. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Lobby do Mandarin Oriental Bangkok. (Fonte: Mari and the City)

A propriedade esbanja história e tradição que são relevantes tanto para a rede de hotéis Mandarin Oriental quanto para a cidade de Bangkok, e a Tailândia como um todo. A estrutura original do The Oriental que ainda é preservada dentro do seu complexo de prédios foi o primeiro hotel construído na Tailândia e veio a ser inaugurado em 1876 como uma opção de boa acomodação com um menu ocidental para viajantes e empresários visitando o então reino de Siam, que mais tarde se tornaria a Tailândia. O grupo Mandarin Oriental começou com a abertura do The Mandarin em Hong Kong, em 1963. Com as suas intenções de expandir pela Ásia, adquiriram uma década depois o The Oriental em Bangkok. Com isso, o grupo juntou mais tarde as duas propriedades sob o nome Mandarin Oriental e ambas passaram a ser consideradas flagships da rede. Das unidades do Mandarin Oriental que já visitei, a de Bangkok é com certeza a maior.

Mandarin Oriental Bangkok
Fachada do The Oriental. (Fonte: Mari and the City)

Acho que o Mandarin Oriental Bangkok é a opção ideal para quem procura o máximo de conforto na cidade. Estando hospedado por lá, você pode basicamente passar a maior parte do tempo curtindo o hotel e o que ele tem para oferecer ao redor da propriedade. Basta olhar para as fotos para entender que suas instalações são incríveis, mas também surpreendem pela qualidade excepcional do serviço. A equipe é talentosa e dedicada, sempre pronta para ajudar antes mesmo que a gente possa pedir alguma coisa. Assim que colocamos os pés no hotel, percebemos logo que o Mandarin Oriental Bangkok é extremamente diferenciado pela excelente primeira impressão que causa logo na entrada com a decoração maravilhosa do seu lobby. Lustres, luminárias, estátuas, flores e tapetes lindíssimos dão um ar oriental ao espaço! Uma fonte com flores dava um toque ainda mais especial a tudo.

Mandarin Oriental Bangkok
Lobby do Mandarin Oriental Bangkok. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Lobby do Mandarin Oriental Bangkok. (Fonte: Mari and the City)

Chegando na recepção, o check-in foi rápido e um funcionário me acompanhou até o quarto para explicar todas as suas funcionalidades. Depois, chegaram uma série de surpresas como um drink de boas-vindas e uma bandeja incrível com chocolates e macarons. O quanto foi sensacional ter sido recebida na Tailândia com um elefante de chocolate ao chegar no quarto?!  Em seguida, a responsável pelo butler service do meu andar veio se apresentar e se colocar à disposição.

Mandarin Oriental Bangkok
Garden Room. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Recepção. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Amenities. (Fonte: Mari and the City)

O quarto tem dois níveis diferentes. Assim que você chega, tem uma sala com um pequeno cômodo em que ficam os itens do minibar. Muito aconchegante, essa salinha também tem duas cadeiras perto de uma janela de vidro que vai do chão ao teto com vista incrível para o rio e o jardim. Subindo a escada, você tem o quarto com com a cama e o banheiro. Obviamente, você também pode aproveitar a vista para o rio com essa cama a um nível mais alto da sala. Duas coisas me deixaram apaixonadas pelo quarto: a quantidade de flores e os quadros na parede contando um pouco da história do hotel e de Bangkok em fotografias.  Até no momento de organizar o quarto para dormir no fim do dia, deixam mais flores com uma mensagem no travesseiro. Detalhes que com certeza fazem a diferença!

Mandarin Oriental Bangkok
Amenities. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Garden Room. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Garden Room. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Garden Room. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Garden Room. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Amenities. (Fonte: Mari and the City)

No prédio histórico do antigo The Oriental, ainda temos a fachada original restaurada. A suíte mais exclusiva fica nessa ala conhecida como Author’s Wing. Nessa parte, também tive uma experiência de chá da tarde no icônico Author’s Lounge. O Mandarin Orinetal Bangkok tem uma tradição literária muito grande, e o nome do lugar veio dos muitos escritores famosos que passaram por ali. Entre eles, Noël Coward, James Michener, Somerset Maugham e Joseph Conrad. O lugar parece mágico com uma iluminação espetacular e móveis tão graciosos que você sente que está mesmo em uma outra época. Optei por pedir o Western Afternoon Tea set, com uma seleção deliciosa de doces e pequenos sanduíches. Além disso, vieram acompanhados de scones quentinhos e a incrível geleia de pétalas de rosas que tem a receita guardada a sete chaves pelo hotel. E, novamente, pude ver mais flores nos seus lindos coquetéis!

Mandarin Oriental Bangkok
Author’s Lounge. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Author’s Lounge. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Author’s Lounge. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Author’s Lounge. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Author’s Lounge. (Fonte: Mari and the City)

Além do incrível chá da tarde, tive um jantar no restaurante Verandah. É maravilhoso poder fazer suas refeições ao ar livre observando as luzes da cidade brilharem e os barcos passarem na beirada do rio Chao Phraya! O restaurante serve tantos pratos ocidentais quanto orientais. Nesse jantar, provei o Pad Thai. Ao longo das dez opções de bares e restaurantes do Mandarin Oriental Bangkok, temos também o Le Normandie,um restaurante francês premiado pelo guia Michelin, e o Ciao Terrazza, de culinária italiana.

Mandarin Oriental Bangkok
Rio Chao Phraya. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Jantar no restaurante Verandah. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Restaurante Ciao Terrazza. (Fonte: Mari and the City)

Para entender o quanto o hotel é enorme, basta mencionar que ele também tem parte de suas instalações do outro lado do rio Chao Phraya. Há barcos que transportam hóspedes e clientes de um lado ao outro do rio a todo momento. Na outra margem, temos o restaurante tailandês Sala Rim Naam, o spa, o centro de esportes e uma escola de culinária tailandesa. Tive a oportunidade de experimentar um tratamento do Oriental Spa, que é considerado um dos melhores do mundo. A infraestrutura é obviamente fantástica, com salas de tratamento enormes oferecendo toda a comodidade e lounges de relaxamento. Seguindo a tradição tailandesa, os tratamentos são realizados em um colchão no chão. Antes e depois do tratamento, é possível relaxar em diferentes espaços onde são servidos os maravilhosos chás do Mandarin Oriental.

Mandarin Oriental Bangkok
The Oriental Spa. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
The Oriental Spa. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
The Oriental Spa. (Fonte: Mari and the City)

Ainda nessa margem do rio, pude ver uma novidade incrível recém-inaugurada próxima do hotel. Estou falando do incrível complexo ICONSIAM, que inclui um shopping gigantesco voltado para o mercado de luxo e residências privativas. Uma delas é a The Residences at Mandarin Oriental. O shopping é um show de design inovador e moderno nos andares superiores. No subsolo, simplesmente tem um mercado flutuante e espaços seguindo o melhor da tradição tailandesa.

Mandarin Oriental Bangkok
Iconsiam. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Iconsiam. (Fonte: Mari and the City)

Nos dias em que estive no Mandarin Oriental Bangkok, o café da manhã foi servido no The Riverside Terrace de frente para o rio. O buffet tem uma variedade grande de pães, sucos, frutas, iogurtes e cereais, além da parte dedicada a comida asiática. Entre as bebidas, achei ótimo o fato de terem água de coco logo de manhã servida na beirada do rio. Algo perfeito para o calor de Bangkok!

Mandarin Oriental Bangkok
Café da manhã. (Fonte: Mari and the City)
Mandarin Oriental Bangkok
Café da manhã. (Fonte: Mari and the City)

O nível de serviço continua sendo um dos destaques do Mandarin Oriental Bangkok. Foi excepcional do início ao fim!  O quarto estava sempre impecável, além de ter sempre alguém por perto sorrindo e perguntando se precisava de algo. Os amenities foram igualmente maravilhosos! Fora isso, o serviço de concierge está sempre pronto para ajudar com informações sobre atrações e as melhores formas de transporte dentro ou ao redor de Bangkok. Enfim, ficar hospedado no hotel e provar seu famoso chá da tarde no Author’s Lounge ou ir a um de seus premiados restaurantes são itens que agregam muito a qualquer viagem a Bangkok!

Mandarin Oriental Bangkok
Lobby do Mandarin Oriental Bangkok. (Fonte: Mari and the City)

Mandarin Oriental Bangkok. 48 Oriental Avenue, Khwaeng Bang Rak, Khet Bang Rak, Krung Thep Maha Nakhon 10500. www.mandarinoriental.com/bangkok.

 

Agradecimentos especiais ao Mandarin Oriental Bangkok por receber o Mari and the City durante a estadia em Bangkok.

Tags from the story
,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *